Piso 0

entrada: Condições Gerais

Encontro de Feminismos: Médio Oriente e Portugal

Programa Internacional de Vídeo Hetero Q. B.

2013-05-21

Com a presença das artistas: Maria Kheirkhah (Irão), Célia Domingues e Susana Mendes Silva e as investigadoras e professoras : Maria Cardeira da Silva e Cristina L. Duarte.

Maria Cardeira da Silva
Doutorada em Antropologia em 1996, é docente da FCSH-UNL onde tem sido responsável, desde 1988, pelas áreas de contextos árabes e islâmicos. É membro do CRIA e investigadora coordenadora de vários projectos - entre os
quais duas edições do projecto “Castelos a Bombordo” (FCT). Tem-se debruçado recentemente sobre as práticas e retóricas da cooperação cultural, e sobre os efeitos da monumentalização do património de origem portuguesa,
particularmente em Marrocos e na Mauritânia. É autora de "Um Islão Prático" (Celta Editora, 1999), resultante da sua investigação sobre o quotidiano das mulheres de um bairro na medina de Salé (Marrocos), onde viveu dois anos. Também dirigiu o livro "Outros Trópicos: Novos Destinos Turísticos, Novos Terrenos da Antropologia" (Livros Horizonte, 2004). Em 2008 recebeu o prémio Il Lazio tra Europa e Mediterraneo, atribuído pela Regione Lazio, Fondazione Casa delle Regioni del Mediterraneo.

Cristina L. Duarte
Licenciou-se em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (1986), onde fez uma pós-graduação em «Estudos sobre as Mulheres» (2005). Actualmente doutoranda em Sociologia, com um projecto de investigação na área dos Estudos de Género, sendo bolseira da FCT, Cristina integra a equipa de investigação Faces de Eva. Estudos sobre a Mulher do Centro de Estudos de Sociologia da Universidade Nova de Lisboa (CESNOVA). Foi comissária cultural para o Congresso Feminista 2008 (org.UMAR), realizado em Lisboa na FCG e na Faculdade de Belas Artes. Participou no VI Congresso Português de Sociologia (2008), acontecimento científico que segue e onde participa desde a primeira edição, em 1987. Tem diversos estudos publicados e teve também uma actividade regular na imprensa e na rádio.

MARIA KHEIRKHAH
Nasceu no norte do Irão. Actualmente vive e trabalha em Londres. Fez a sua primeira viagem para a Grã-Bretanha em 1979 onde efectuou a sua formação artística, o Mestrado em Escultura na University of Central England em 1997. Em 1998 voltou ao Irão, leccionando nas duas mais importantes universidades em Teerão, Alzahra University e a Academy of Arts. Regressou à Grã-Bretanha em 1990 e desde então tem exposto e desenvolvido um intenso trabalho artístico no Reino Unido e internacionalmente. Além de artista é também curadora e conferencista. No seu trabalho utiliza a instalação e a performance para investigar sistemas de conhecimento, poder e cultura. Ao longo
do seu percurso artístico tem explorado questões do chamado “Médio Oriente”, as identidades femininas e a dissonância cultural. Tem exposto de forma regular em mostras individuais e colectivas.

CÉLIA DOMINGUES (1978)
Nasceu em Évora, Portugal. Estudou no Curso Avançado na Escola Maumaus, Lisboa e Escultura na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Em Londres, realizou o mestrado em Artes Visuais no Chelsea College of Art
& Design, como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian. Tem participado em várias exposições das quais se destacam as individuais: Ama de Casa, (Casa Velázquez em Madrid, 2004) AC#10 (Artecontempo em Lisboa, 2006)
The Tea of Hospitality (Galeria Sete em Coimbra, 2008); e as exposições colectivas: Inéditos (Casa Encendida em Madrid, 2005), Momentos de vídeo-arte português (Photoespaña, Centro Cultural Conde Duque em Madrid, 2006),
Club de Femmes_The Lives of Girls and Women (Renoir Cinema, Londres, 2007, Stigmata, (Sala do Veado, Lisboa, 2007), Café Portugal no (Fórum Eugénio de Almeida, em Évora, 2008), Opções & Futuros (Museu da Cidade, Lisboa, 2009), Water Closet ( LXFactory, Lisboa, 2010).


SUSANA MENDES SILVA (1972)
Nasceu em Lisboa, Portugal. Estudou Escultura na FBAUL e frequentou o programa de doutoramento em Artes Visuais (Studio Based Research) no Goldsmiths College, Londres, tendo sido bolseira da Fundação Calouste
Gulbenkian. É Doutorada em Arte Contemporânea, pelo Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, com a tese, orientada pelo Prof. Doutor António Olaio, baseada na sua prática performativa – A performance enquanto
encontro íntimo
. É também Professora Auxiliar na Universidade de Évora, leccionando no curso de Arquitectura Paisagista desde 1999. Desde meados dos anos noventa tem vindo a criar um corpo de trabalho fragmentado e
anti-linear empregando media tão diferentes como os da fotografia, vídeo, instalação, desenho e performance. Nos seus projectos tem explorado as especificidades de contextos sociais ou íntimos, dos próprios espaços expositivos, evocando narrativas actuais ou históricas, ou convocando os espectadores para a obra.

 

Em Exibição

.

2022-11-25
2022-12-30
MOSAICO | Uma imaginação coletiva
Exposição Coletiva

Echoes of Nature

Manuela Marques

2022-10-21
2023-01-29
Curadoria: Emília Tavares
Exposição no âmbito da programação da Temporada Portugal-França 2022
Exposição individual

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária