Mónica de Miranda: Hotel Globo

Sala SONAE

entrada: Condições Gerais

Hotel Globo

SALA SONAE

Mónica de Miranda

2015-07-04
2015-10-04
Curadoria: Emília Tavares


No centro de Luanda, em Angola, um anúncio em néon num prédio de três andares assinala ainda o Hotel Globo. Decadente, o edifício modernista mantém, no entanto, a grandeza que marcou o apogeu da arquitetura modernista no ultramar.  Aparentemente, continua a ser um hotel, no entanto a maioria dos quartos está vazia e não tem turistas. Na realidade, existem poucos turistas em Luanda. O Hotel é uma casa temporária de angolanos provenientes das províncias e da diáspora e ao mesmo tempo de artistas locais.


O abandono da função original dos edifícios coloniais e a sua apropriação e recriação pela população local resultam, também no caso do Hotel Globo, numa metáfora sobre os lugares dos tempos coloniais e a sua repercussão na memória e cultura luso-africanas. O Hotel Globo reúne histórias de resistência, de adaptação e de procura. Os espaços aqui retratados mostram fragmentos das vivências dos novos hóspedes que se instalam não como proprietários, mas como habitantes. A teia de  relações sociais, culturais e políticas que então se constroem, incorporam os símbolos e imagens pré-existentes, num processo de resgate e simultaneamente de reconstrução de valores territoriais, de pertença, e de identidade.


Ciclo de Conferências

Ana Balona de Oliveira - 22 de Julho - 18.30h – Entrada livre

Carlos Garrido Castellano - 17 de Setembro - 18.30h – Entrada livre

Ana Vaz Milheiro - 24 de Setembro - 18.30h – Entrada livre





Atividades

    2015-07-03 19h00
    Inauguração da exposição "Hotel Globo"
    2015-07-22 18h30
    Os Hóspedes do Globo: (Des-)Mapeando a Memória da Cidade Vertical com a Horizontalidade do Corpo. Conferência com Ana Balona de Oliveira
    2015-09-17 18h30
    "O reverso da convivência. Comunidades e ruínas na obra de Mónica de Miranda". Conferência com Carlos Garrido Castellano
    2015-09-24 18h30
    Modernos Africanos: Domesticidades coloniais e pós-coloniais. Conferência com Ana Vaz Milheiro
Ver todas as atividades 3

Em Exibição

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

.

2022-09-23
2022-11-11
Curadoria: RUI AFONSO SANTOS
A casa e a esfera doméstica têm constituído um dos vetores do trabalho de Mimi Tavares.
Exposição individual

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

A Pintura sublimou o espírito

2022-07-28
2022-10-30
Curadoria: Hilda Frias
Após residência artística no Museu Nacional de Arte Contemporânea, este é o fruto de um trabalho e pesquisa persistentes, de Nelson Ferreira.
Exposição individual

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária