MNAC

entrada: Condições Gerais

Noites de Verão

Rodrigo Amado Motion Trio, Tigrala, Jorge Lima Barreto, Cian Nugent, JP Simões, Kimi Djabaté Solo

2010-07-01
2010-08-26

Durante os meses de Julho e Agosto, às quintas-feiras, o MNAC - Museu do Chiado estará aberto à noite, com um programa variado de concertos, visitas orientadas e oficinas pedagógicas para pais e filhos.

A partir das 18h00 a entrada no Museu é gratuita.

PROGRAMA

Exposição Temporária

NADIR AFONSO.SEM LIMITES

23.06.10 – 03.10.10

Piso 2, 2 A

Obras em Destaque

OUTROS OLHARES

10.03.10 – 18.12.10

Piso 1

Concertos de Verão

Programação Filho Único
15, 22 e 29 de Julho
5,12 e 19 de Agosto

Jardim de Esculturas | 19h30| Entrada gratuita

15 de Julho
RODRIGO AMADO MOTION TRIO
Presença constante, activa e dinamizadora no panorama de jazz nacional há mais de 20 anos, Rodrigo Amado é hoje um dos mais pertinentes improvisadores no panorama jazzístico europeu. Em anos recentes tem estado imparável com edições, datas e novos trabalhos, sendo que um dos focos tem sido este excelente Motion Trio com Miguel Mira (violoncelo) e Gabriel Ferrandini (bateria). A secção rítmica brilha, em criatividade e abertura estrutural, com uma métrica seguríssima e livre, mas sempre plena de substância e pertinência. Arquitectura idílica para o saxofone de Amado, que nesta formação brilha pelo seu fogo e placidez, numa das suas mais auspiciosas bandas. (PG)
(Apoio do QREN)

22 de Julho
TIGRALA
Trio que acaba de editar o seu primeiro e homónimo álbum pela Mbari, onde a guitarra revolucionária de Norberto Lobo (aqui principalmente concentrado em tambura), o novo estado acústico do Guilherme Canhão (depois dos cometas feéricos dos Lobster), e o delírio vibrafonista de Ian Carlo Mendoza (que anda também a explorar percussões latinas várias, e todos os outros objectos - todos são possibilidades - onde a música existe), numa unificação muito rara.
Estão por aqui traços dos Tortoise de 'TNT' e de um Steve Reich de arraial metafísico, um teluricismo lusitano que compreende e transcende as coordenadas que Giacometti e associados nos deixaram. Um continuar das tradições tribais como aglutinadas por Don Cherry (e aqui redireccionadas para linguagem própria pelos Tigrala), mas acima de tudo, como em qualquer outra circunstância que envolva qualquer um destes músicos, o cerne vital desta coisa que aqui temos perante nós está noutro sítio, mais acima destas histórias de escrever. Está no maior dos amores pela música, no milhão de feixes de luz do encaixe milagroso que só existe nas circunstâncias mais empáticas de som e partilha - a alegria pura destes três homens que há pouco deixaram de ser miúdos, em desbravar estradas de melodia, ritmo e todos os transes, milagres e asceses que daí advém.
O nosso 'Art Ensemble de Mirandela' como nos disse um amigo há tempos, numa - aqui é mesmo - celebração para nos deixar com danças novas para todos os dias que daqui em diante nos surgirem pela frente.
Este será o concerto oficial de apresentação em Lisboa de ‘Tigrala’. (PG)
(Apoio do QREN)

29 de Julho
JORGE LIMA BARRETO
Figura incontornável da música portuguesa nas últimas décadas, Jorge Lima Barreto é musicólogo, ensaísta, co-fundador da Anar Band (com Rui Reininho) e dos Telectu (com Vítor Rua). Prossegue trilhando um caminho extremamente idiossincrático, que reúne conhecimento proveniente das mais variadas áreas de criação musical e artística, da composição moderna e contemporânea, ao jazz, ao minimalismo ou ao rock. Nesta actuação irá apresentar-se a solo em teclado. (PG)
(Apoio do QREN)

5 de Agosto
CIAN NUGENT
Músico irlandês extremamente promissor e com um trabalho já radiante, Cian Nugent é um herdeiro directo da escola norte-americana de fingerpicking em guitarra acústica, entretanto universalizada, que liga John Fahey, a Leo Kottke, a Jack Rose – com todas as suas orientalizações, africanizações e metaformoses culturais. Cian trabalha principalmente em formas longas, em lentos, intricados e hipnóticos arcos mântricos, revelando melodias descarnadas do centro do turbilhão harmónico e rítmico que vai desenhando.
Está neste momento próximo de terminar o seu próximo álbum, que tudo leva a crer deverá ter edição ainda em 2010. (PG)
(Apoio do QREN)

12 de Agosto
JP SIMÕES
Nascido em Coimbra, em 1970, ‘JêPê’ passou parte da infância e adolescência no Brasil, diáspora feliz que o formou autoralmente numa dieta de João Gilberto, Caetano Veloso e Chico Buarque. Em meados da década de 90 ingressa nos Pop dell’Arte, ajudando a concretizar o disco ‘Sex Symbol’ com o seu trabalho de guitarra. Volta a Coimbra pouco depois para congeminar a banda que mudaria o cenário pop rock nacional dos finais de 90, os extintos Belle Chase Hotel. Ao longo de dois álbuns, e cerca de 7 anos de estrada, excitam mentes pensantes nas multidões anónimas de Queimas e Festivais de Verão, deixando-as viciadas para de então para a frente segui-lo com atenção e carinho no seu percurso individual de maturação criativa e emocional de um artista total. Seguiu-se a aventura do Quinteto Tati, com um ‘Exílio’ celebrado pela crítica pela sua amplitude de ritmos e latitudes de salão e, finalmente, a carreira a solo, com início discográfico em ‘1970’, de 2007, que chega a atingir o 12º lugar do top de 30 discos mais vendidos de Portugal e o imprime definitivamente no consciente colectivo da Nação como um escritor e intérprete de canções incontornável.
Actualmente encontra-se a ultimar a produção do novo disco ‘Onde mora o mundo?’, com data prevista de edição para Outubro, esperando-se tomar contacto com as novas canções e o que sobre nós dirão, no Jardim das Esculturas do Museu do Chiado. (PG)
(Apoio do QREN) 

19 de Agosto
KIMI DJABATÉ SOLO
Um dos segredos mais bem guardados e estimados de Lisboa desde o início da década passada, todos os que se entregavam generosamente à alegria e à dança ao som da sua música ao vivo sabiam que não ia durar para sempre tal tesouro permanecer escondido do resto do globo.
Descendente de uma família secular de músicos mandingas, Kimi viveu toda a sua vida imerso em som e cultura, fosse aprendendo balafon (instrumento em que é virtuoso), tocando guitarra ou cantando. Ao seu segundo álbum no ocidente, ‘Karam’ (editado pela multinacional Cumbantcha, e o primeiro com real distribuição internacional), Kimi Djabaté foi mundialmente aplaudido, tendo o álbum inclusivamente sido considerado como o 2º melhor na categoria world pela BBC. Um verdadeiro príncipe africano, que faz o Bairro Alto e Lisboa brilharem mais forte, para nos dar mais coração e suavidade para este fim de tarde na capital. (PG)
(concerto inserido no Programa 5.as à noite nos museus. Verão 2010. Iniciativa do Instituto dos Museus e da Conservação com o apoio do Turismo de Portugal)

Jardim de Esculturas | 19h30| Entrada gratuita

Visitas orientadas Julho

Rui Afonso Santos. 1, 8, 15, 22 e 29 de Julho. 5º feira. 18h30h
Emília Tavares. 13 Julho. 3.ª feira. 18.30h
acesso gratuito / sem marcação prévia

Visitas orientadas Agosto

Rui Afonso Santos. 5 Agosto.5º feira. 21h30h
Adelaide Ginga. 10 Agosto. 3.ª feira. 18.30 h
Adelaide Ginga. 12 Agosto.5º feira. 21h30h
Helena Barranha. 19 Agosto.5º feira. 21h30h
Adelaide Ginga. 26 Agosto.5º feira. 21h30h
acesso gratuito / sem marcação prévia

Visitas guiadas para famílias

Catarina Moura
26 de Agosto.5ª feira.18h30
acesso gratuito / sem marcação prévia

Oficinas pedagógicas

Mãos à Obra para Famílias

15  e 22 Julho. 5ª feira

6 aos 12 anos sempre acompanhados de um adulto

18.30h às 20.00h

Participantes: mínimo 6, máximo 20

acessso gratuito/marcação por e-mail:

catarina.loureirodemoura@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Em Exibição

Imago 2021

Joakim Eskildsen

2021-10-14
2022-01-02
O MNAC é, mais uma vez, parceiro do festival Imago Lisboa, cujas propostas expositivas serão distribuídas por vários espaços da cidade e acolhe, na presente edição, o trabalho do fotógrafo, Joakim Eskildsen.
Exposição temporária

O artista do momento: o Homem do Paleolítico

2021-10-03
2021-11-25
No âmbito da participação nas Jornadas Europeias do Património, o MNAC apresenta uma exposição do cartoonista Luís Afonso
Exposição individual

Cursos de desenho e aguarela

2021-09-04
2021-11-06
Cursos de desenho e aguarela ministrados por Nelson Ferreira
Curso

O Caminho para a Luz porque Passa pela Luz

2021-06-22
2021-11-14
Com curadoria de João Biscainho, a exposição inaugural da nova Galeria Millennium BCP apresenta uma seleção de obras num diálogo entre as coleções do MNAC e do Millennium bcp, e de outras coleções nacionais e internacionais.
Exposição Coletiva

Ciclo “Mulheres Pintoras no Mundo Ibero-Americano” 2021- 2022

2021-06-17
2022-03-03
Ciclo de palestras que apresenta Pintoras que foram especialmente actuantes no Mundo Ibero-Americano e que ao longo dos séculos contribuíram para diminuir o preconceito de género e pôr fim a uma série de estereótipos no mundo das artes.
Palestras

Olhares modernos

O retrato em pintura, escultura, desenho (1910-1950)

2021-05-18
2021-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira
Cruzamento de olhares e o gosto por enquadramentos pictóricos na coleção do MNAC.
Exposição temporária

110 anos

2021-05-18
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
.