Piso 0

entrada: Condições Gerais

Peripatéticos

Mário Afonso

2008-11-12
2008-11-22

Dentro dos parâmetros da cultura visual ocidental, ao exemplificar o lugar e a visão como a inteligibilidade, o espaço vivido encontra-se, geralmente, confrontado com o imperativo de transparência enquanto ferramenta para a criação de um espaço abstracto homogéneo, necessário para a sua concepção enquanto estrutura do poder.

Na instalação de Mário Afonso, a utopia mental projectada no objecto inacessível constitui um signo evidente. A obscuridade não se encontra na solidez da muralha sem transparência. Não se trata do objecto escondido atrás da parede. O que realmente se revela é um espaço representativo da nossa intimidade cheio do imaginário que não obedece às regras da coerência e da transparência.

Bojana Bauer

 

 

 

Co-produção: Temps d'Images, Bains::Connective, Fundação EDP

Financiamento: Ministério da Cultura/Direcção Geral das Artes

 

Em Exibição

NOITES DE VERÃO 2019

Concertos às Sextas-feiras em Agosto

2019-08-02
2019-08-23
Curadoria: Filho Único
NOITES DE VERÃO 2019 concertos às Sextas-feiras em Julho no Jardim dos Coruchéus em Agosto no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado pelas 19h30 e com entrada livre
Concertos

CAIS Urbana

Curadoria: Mistaker Maker
Exposição comemorativa dos 25 anos da Associação CAIS
Exposição temporária

Inês Norton.

Please [do not] touch

2019-06-28
2019-10-27
Curadoria: Adelaide Ginga e Emília Ferreira
Esta exposição de Inês Norton sublinha a necessidade de recuperar a plena consciência do corpo, sob pena de perdermos o essencial do que é ser humano
Exposição individual

Henrique Vieira Ribeiro. O Arquivista. Projeto CT1LN: parte II

2019-06-19
2019-09-15
Curadoria: Adelaide Ginga
Exposição interactiva que consiste na Parte II do Projecto CT1LN, um projecto artístico que teve por mote o espólio de um rádio amador. A segunda parte, que aqui se apresenta, deixa ao público a exploração do tema
Exposição individual

Rui Macedo. (In)dispensável ou a pintura que inquieta a colecção do museu

2019-05-14
2019-09-29
Curadoria: Emília Ferreira
Recordando-nos que um artista é um caçador-recolector, um respigador de sentidos, de formas, problemas e propostas, esta exposição relembra-nos que um museu é um local de constante e inquietante descoberta.
Exposição temporária

ARTE PORTUGUESA. RAZÕES E EMOÇÕES

2018-04-20
2019-10-27
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Emília Tavares, Emília Ferreira
A presente exposição da coleção abrange grande parte do seu arco temporal, desde meados do século XIX até à década de 80 do século XX ocupando a totalidade das galerias da Ala da rua Serpa Pinto
Exposição da coleção