Veloso Salgado (Orense, Espanha, 1864 - Lisboa, 1945) Retrato de Adrien Demont, 1891 Óleo sobre tela, Coleção particular, França
Veloso Salgado (Orense, Espanha, 1864 - Lisboa, 1945) Retrato de Adrien Demont, 1891 Óleo sobre tela, Coleção particular, França

Piso 2 - Sala Dos Fornos

entrada: Condições Gerais

O poder da imagem

2018-10-12
2019-03-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira

Os retratos de Adrien Demont e Virginie Demont-Breton por Veloso Salgado

Apresentação no âmbito da visita  guiada por Maria de Aires Silveira dia 11 de outubro às 18h30

A ligação próxima entre Veloso Salgado e os pintores Adrien Demont e Virginie Demont-Breton representa uma situação excecional de cumplicidades artísticas e amizade profunda. Veloso Salgado esteve em Wissant, perto de Calais, no Norte de França, onde o casal construíra casa e Adrien transformara a vila numa terra de artistas e numa escola de efeitos de luz e “ar-livre”. Veloso Salgado conhecera Virginie Demont-Breton, mulher de Adrien e filha do paisagista Jules Breton (1827-1906) em 1888, no seu atelier, durante a permanência em Paris como bolseiro do Estado. Recebia encomendas e a todos conquistou com a sua simpatia, segundo as memórias publicadas por Virginie.

Em 1891, pintou o Retrato de Adrien Demont (1851-1928) paisagista sensível de crepúsculos. O retrato impunha-se pelo poder da imagem, sob o efeito de uma amizade e admiração mútuas. Uma pose natural, o gosto de descrição do traje, os pincéis sobre a mesa, intensificavam a sedução do olhar meditativo de poeta-pintor, interessado na luz e tonalidades da cor, como algumas pinturas de Veloso Salgado, Noir et Rose, de 1892, e pinturas simbolistas da década de 1890.

O Retrato de Virginie Demont-Breton (1859-1935) de 1894 revelava uma lutadora, de paleta e pincéis elevados como uma deusa-caçadora. Artista de forte personalidade registava os quotidianos das famílias de pescadores, e a bravura do mar do Norte de França, com um dinamismo semelhante ao da fundação da União das mulheres pintoras e escultoras e de uma Escola aberta a mulheres artistas. A sua pintura inspirou Veloso Salgado em A flor do mar, de 1892, tanto pela temática como pela cor.

Estes retratos de artistas, poderosos em sensibilidade e qualidade técnica, destacam-se pelo seu carácter inédito. A sua expressividade e pintura tonal revelam uma observação psicológica dos retratados e a amizade que os unia, valorizando os seus perfis artísticos como fórmula visual de prestígio social e intelectual. Existe uma importante correspondência, amistosa e profissional, trocada desde 1896, em Lisboa e França, recentemente completada com as cartas de Veloso Salgado para o casal Demont. Por outro lado, a descoberta destes retratos e o envolvimento do autor com Wissant são determinantes para uma inovadora reflexão sobre as obras de Veloso Salgado e o seu percurso artístico.

M.A.S.

 

 







Em Exibição

.

2022-11-25
2022-12-30
MOSAICO | Uma imaginação coletiva
Exposição Coletiva

Echoes of Nature

Manuela Marques

2022-10-21
2023-01-29
Curadoria: Emília Tavares
Exposição no âmbito da programação da Temporada Portugal-França 2022
Exposição individual

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária