Becky Beasley, Brocken (I; II; III; IV; V; VI; VII; VIII), 2009. Vista da exposição Becky Beasley, The Man Nobody Could Lift, Fundação Leal Rios 2012/13.  Copyright © Becky Beasley e Fundação Leal Rios \ Fotografia de:  Pedro Tropa & Teresa Santos.
Becky Beasley, Brocken (I; II; III; IV; V; VI; VII; VIII), 2009. Vista da exposição Becky Beasley, The Man Nobody Could Lift, Fundação Leal Rios 2012/13. Copyright © Becky Beasley e Fundação Leal Rios \ Fotografia de: Pedro Tropa & Teresa Santos.

Atrium

Entrada Livre

CICLO COLECIONAR ARTE

Conversas a partir de coleções particulares

Vamos conhecer uma coleção de arte contemporânea internacional, disponível ao público em Lisboa, desde há três anos. Projeto privado, inovador e de ambição internacional, a Fundação Leal Rios| Arte Contemporânea, através da sua programação, tem mostrado a coleção que Manuel e Miguel, dois irmãos, têm vindo a reunir há década e meia.  Susana Pomba, curadora independente, conduz a conversa com Miguel Rios, diretor da Fundação e colecionador, pelos caminhos da escolha dos artistas, das obras, das exposições, da estratégia, da motivação para colecionar.


Susana Pomba

Nasceu em Lisboa em 1974. Licenciada em Pintura com pós-graduação em Estudos Curatoriais pela FBAUL, Universidade de Lisboa e frequência da Pós-Graduação em Edição, Livros e Novos Suportes Digitais da Universidade Católica. Como curadora, é responsável pelos projetos “O Dia Pela Noite” no Lux Frágil e o evento mensal “Old School” no Espaço Teatro Praga, entre outros. É autora do blog “Dove’s taste of the Day” (desde 2007) que regista por meio de fotografia e vídeo uma grande quantidade das exposições, concertos, performances e edições de criadores portugueses e estrangeiros. Colaborou com diversas publicações culturais e é editora da revista “Props” com, e para o Teatro Praga, desde 2009.

 

Fundação Leal Rios | Arte Contemporânea

Miguel Leal Rios (Lisboa, 1965), designer, é Cofundador e Diretor da FLR - Fundação Leal Rios | Arte Contemporânea

FLR foi fundada como instituição portuguesa de direito privado, em 24 de março de 2012. Tem como objetivos a divulgação, manutenção, preservação e promoção das obras e artistas representados na coleção de arte contemporânea, que os irmãos Manuel e Miguel Leal Rios têm vindo a formar, nos últimos catorze anos. 

Localizada em Lisboa, num espaço adaptado para o efeito, a coleção está acessível ao público, através da realização de exposições temporárias e do desenvolvimento de atividades pedagógicas complementares, de forma a contribuir para um melhor entendimento e conhecimento da arte portuguesa e internacional. Desde 2012, a FLR inaugurou cinco exposições individuais e duas coletivas, com a apresentação de núcleos de peças da coleção, como Stele de Francisco Tropa, The Man Nobody Could Lift de Becky Beasley, Transubstanciação de Helena Almeida, Rectangle Disorder de Susana Mendes Pinto e Nada é Imutável de Rui Sanches, The Future is but the Obsolete in Reverse  As the Earth Spins Beneath the Stars. Também recebeu uma exposição externa do artista David Maljković, produzida por Francisco Fino Projects. Num processo de internacionalização da coleção, a FLR, para além de divulgar a sua atividade em importantes media como e-flux, Art Forum, Artreview e Mousse, apresentou a coletiva  Writing Diffraction no Festival LOOP 2015, em Barcelona, estando agora em estudo a sua itinerância. Para a realização destas exposições, a FLR tem recebido curadores e historiadores como Simone Menegói, Filipa Ramos, Delfim Sardo, Pedro De Llano, Mariana Roquette Teixeira, Rina Carvajal, Aurora Garcia e Karen Archey.Paralelamente, para além do empréstimo de obras a vários museus  e eventos nacionais e internacionais  - Culturgest/Lisboa, CAM Gulbenkian/Lisboa, Museu de Serralves /Porto, Centro de Artes Visuais/Coimbra, Fotogallery/Cardiff, Fotomuseum Winterthur/Winterthur), Stiftung Kunstsammlung Nordrhein-Westfalen/Dusseldorf), Bienale de Veneza/Veneza, Art in General/Nova Iorque, MAMAC/Nice e Museu de Arte Moderna/Rio de Janeiro) -,  Miguel Leal Rios tem sido convidado a participar em mesas redondas e talkings, destacando-se a ARCO (Madrid, 2014),  LOOP (Barcelona, 2015), Viennacontemporary (Viena, 2015) e ArtBo (Bogotá, 2015), e tem agendado participar em The Armory Show (Nova Iorque, 2016) e Moving Image New York (Nova Iorque, 2016). Estas participações visam a divulgação da FLR  e têm sido fundamentais para a sua  internacionalização.

Na época difícil que Portugal e o mundo atravessam, os fundadores da FLR pretendem partilhar este projeto, procurando manter vivo o espírito de iniciativa, com a convicção de que o poder criativo do conjunto de obras que fazem parte do acervo da FLR trará, certamente, a Lisboa e ao país, e porque não ao mundo, uma outra visão sobre a relação que se pode estabelecer entre arte, artistas e a atividade do colecionador.

Próximas exposições na Fundação Leal Rios:
PART I,  de Luis Paulo Costa, de 26 de Novembro  2015  a  7 de Maio de 2016
PART II, de Luis Paulo Costa, de 26 de Maio 2016 a 1 de Outubro de 2016


Atividades

    2018-06-08 18h30
    17ª sessão do Ciclo Colecionar Arte.
Ver todas as atividades 1

Em Exibição

.

2022-11-25
2022-12-30
MOSAICO | Uma imaginação coletiva
Exposição Coletiva

Echoes of Nature

Manuela Marques

2022-10-21
2023-01-29
Curadoria: Emília Tavares
Exposição no âmbito da programação da Temporada Portugal-França 2022
Exposição individual

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária