Piso 0

entrada: 0.00€

Géneros sem medo

2013-06-04
2013-06-04
Curadoria: Emília tavares e paula roush

GÉNEROS SEM MEDO
Roberta Lima – Please help yourself, 2008 Mare Tralla – Crazy Love, 2011 Zanele Muholi – Difficult Love, 2010
Com a presença das artistas: Mare Tralla (Estónia), Roberta Lima (Brasil)
a investigadora e professora Ana Cristina Santos e o psicanalista Jorge Câmara


Ana Cristina Santos
É Socióloga. Doutorada em Estudos de Género pela Universidade de Leeds, Reino Unido, é Investigadora no Centro de Estudos Sociais,
Universidade de Coimbra, e Honorary Research Fellow no Birkbeck Institute for Social Research, Universidade de Londres. Tem trabalhado em
projetos de investigação sobre género, sexualidade direitos sexuais e reprodutivos, cidadania e direitos humanos. Coordena, desde abril de
2012, um projeto sobre mulheres, deficiência e cidadania íntima, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. É vice-coordenadora da
Sexuality Research Network da Associação Europeia de Sociologia. É também ativista dos movimentos feminista e LGBT/queer, e sóciafundadora
da associação não te prives – Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais, que preside desde janeiro de 2012. Publicações incluem Cometi
um Crime? Representações sobre (i)legalidade do aborto (Afrontamento, 2010), Bound and Unbound: Interdisciplinary Approaches to Genders
and Sexualities (Cambridge Scholars Publishing, 2008), Estudos Queer: Identidades, Contextos e Acção Colectiva (Revista Crítica de Ciências
Sociais, 76, 2006) e A Lei do Desejo: Direitos Humanos e Minorias Sexuais em Portugal (Afrontamento, 2005). O seu livro mais recente é Social
Movements and Sexual Citizenship in Southern Europe (Palgrave Macmillan, 2013).


Jorge Câmara
Curso de Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa de 1972-1979. Membro da FEP, IPA, e membro associado da SPPSociedade
Portuguesa de Psicanálise. Psiquiatra desde 1987 (1983- 1987) tendo trabalhado até 2009 numa equipa pluridisciplinar institucional
direccionada para a problemática da adolescência e toxicodependência. Fez parte do grupo fundador do Centro das Taipas. Faz parte de outras
sociedades científicas nomeadamente -SEPEA- Société Européenne pour la Psychanalyse de l’enfant et l’adolescent- Sociedade Portuguesa de
Psicodrama- Psicodramatista. Formação em Terapia Familiar Sistémica pela Sociedade portuguesa de Terapia Familiar. Está a criar a Associação
Identidade e Afectos, vocacionada para uma abordagem psicanalítica intersubjectiva sobre a sexualidade e a identidade de género.


Mare Tralla (1967)
Nasceu na Estónia. É uma artista que utiliza as artes plásticas e as tipologias multimédia. Na Estónia é reconhecida pela sua ligação ao
movimento feminista, como artista, curadora mas também como activista. Foi a co-organizadora do primeiro projecto artístico feminista na
Estónia, o Est.Fem in 1995. O seu trabalho utiliza frequentemente a ironia para colocar em questão o papel da mulher na sociedade e o modo
como o mundo e a cultura ocidental observa e identifica as mulheres da Europa de Leste. Em 2011 participou na primeira exposição de arte
queer na Estónia, Untold Stories.


Roberta Lima (1974)
Nasceu em Manaus, Brasil. Formou-se em Arquitectura em 2002, tendo-se mudado para a Europa onde vive actualmente. Em 2007 obteve o
Mestrado em Artes Visuais e actualmente frequenta o Doutoramento na Academia de Artes de Viena, Áustria. O seu trabalho foca-se no seu
próprio corpo como tema utilizando vários media, tais como a fotografia, vídeo e instalação. Além disso, investiga o espaço apropriando-se de
aspectos de diferentes lugares e contextos – da subcultura à ciência, da cultura popular às referências históricas e de teoria feminista – para
produzir arte e iniciar debates sobre o papel do artista e do espectador. Das suas exposições mais recentes destaque para: Steel and Freedom
(Galeria Otto Zoo, Milão, 2013), Aesthetics of Risk (Galeria Charim, Viena, 2012), Displacement (White Box, Nova Iorque, 2012), Wiener Glut
(KIT, Dusseldorf, 2011) e where do we go from here? (Secession, Viena, 2011).


Mecenato e Comunicação: Rita Sá Marques
Agradecimentos: Mare Tralla, Roberta Lima, Ana Cristina Santos, Hotel Altis e MyRainbowRooms


Em Exibição

.

2022-11-25
2022-12-30
MOSAICO | Uma imaginação coletiva
Exposição Coletiva

Echoes of Nature

Manuela Marques

2022-10-21
2023-01-29
Curadoria: Emília Tavares
Exposição no âmbito da programação da Temporada Portugal-França 2022
Exposição individual

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária