NIKOLAI NEKH Calcanhar de Aquiles, 2018
NIKOLAI NEKH Calcanhar de Aquiles, 2018

Sala SONAE

entrada: Condições Gerais

NIKOLAI NEKH. CALCANHAR DE AQUILES, 2018

2018-06-22
2018-09-09
Curadoria: Sandra Vieira Jürgens
NIKOLAI NEKH

Calcanhar de Aquiles

A partir da dimensão do tempo longo, em Calcanhar de Aquiles, Nikolai Nekh empreende uma viagem narrada em off por uma figura fantasmagórica, que vai visitando diferentes contextos civilizacionais, sociais, políticos, económicos e ideológicos para tecer uma análise especulativa sobre a inter-relação entre as
indústrias e tecnologias – as matérias-primas e os recursos energéticos disponíveis –, com a representação do movimento.
No vídeo, o artista convoca a história clássica, o colapso das cidades-estado gregas, referências losócas, como a Caverna de Platão, e arquitectónicas como o Partenon e o Taj Mahal, mas também a emergência dos poderes imperiais antigos e modernos, o colonialismo, a invenção da máquina a vapor e a exploração petrolífera na Sibéria. Neste quadro evocativo, Aquiles e o seu calcanhar adquirem um peso simbólico determinante, transpondo a vulnerabilidade e fragilidade do herói grego para a narrativa histórica do progresso tecnológico e industrial.
Distanciando-se quer de uma visão optimista, quer de um olhar fatalista sobre a acção humana, Calcanhar de Aquiles é uma refexão sobre a relação entre o homem e a natureza, as consequências das possibilidades técnicas sobre os equilíbrios sociais, a sustentabilidade económica e ecológica na evolução
da humanidade e a sua importância e signicado actuais.
E é também uma obra que interpela o espectador, solicitando-lhe a releitura do mito e a reflexão sobre as matérias da história e as matérias da imagem.

Sandra Vieira Jürgens


Atividades

    2018-06-21
    2018-09-09

    19h00
    Nikolai Nekh. Calcanhar de Aquiles
Ver todas as atividades 1

Em Exibição

IMAGO LISBOA Photo Festival

Harri Pälviranta

2022-10-07
2023-01-08
O IMAGO LISBOA Photo Festival é um acontecimento marcante no panorama da fotografia nacional e internacional. Este ano com a mostra “Battered”; “Choreography of Violence”; “News Portraits”
Exposição individual

Multiplicidade

TRIENAL DE ARQUITETURA DE LISBOA

2022-10-02
2023-01-08
Curadoria: Tau Tavengwa, Vyjayanthi Rao
A cada três anos, a Trienal de Arquitectura de Lisboa realiza um grande fórum de debate, reflexão e divulgação que cruza fronteiras disciplinares e geográficas.
Exposição Coletiva

.

2022-09-23
2022-11-11
Curadoria: RUI AFONSO SANTOS
A casa e a esfera doméstica têm constituído um dos vetores do trabalho de Mimi Tavares.
Exposição individual

PORQUÊ?

2022-09-23
2023-01-08
Curadoria: Ana Matos
PORQUÊ? A ARTE CONTEMPORÂNEA EM DIÁLOGO COM O PENSAMENTO DE JOSÉ SARAMAGO
Exposição temporária

A Pintura sublimou o espírito

2022-07-28
2022-10-30
Curadoria: Hilda Frias
Após residência artística no Museu Nacional de Arte Contemporânea, este é o fruto de um trabalho e pesquisa persistentes, de Nelson Ferreira.
Exposição individual

Veloso Salgado

de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português

2022-07-02
2022-12-15
Curadoria: Maria de Aires Silveira, MNAC e Elikya Kandot, Directora do museu de Boulogne-sur-mer
Exposição Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português - integrada na programação da Temporada Portugal-França (Cruzada)
Fora de Portas

Desde 1911

2022-05-26
2024-04-01
Uma intervenção que celebra os 110 anos do MNAC.
111 anos

Maria Eugénia & Francisco Garcia

Uma Coleção

2021-11-18
2022-12-31
Curadoria: Maria de Aires Silveira, Cristina Azevedo Tavares e Raquel Henriques da Silva
O MNAC expõe a coleção de Maria Eugénia e Francisco Garcia
Exposição temporária